quinta-feira, 11 de outubro de 2007

CD Review: Grave Digger - Liberty or Death




Grave Digger - Liberty or Death

Por Wesley Rodrigues

Grave Digger é uma banda bem consolidada. Um dos maiores expoentes do Power alemão, estão em uma boa fase desde sua retomada ao Heavy Metal (em certo momento de sua história a banda se enveredou pelo Glam sem muito sucesso), com lançamento de bons álbuns nos últimos anos e uma apresentação excelente no Wacken 2007, que deu uma boa amostra de sua popularidade. Lançaram esse ano Liberty or Death que, se não é um destaque em sua discografia, pelo menos não decepciona.


A abertura fica por conta da faixa-título. A expectativa de uma primeira faixa é sempre a de uma música mais direta, com riff bem pesado e rápido. Lyberty or Death, entretanto inicia com uma faixa cadenciada. Não se poderia abrir o disco de uma forma melhor! É uma música grandiosa, de tons épicos, com destaque para o bom uso dos teclados. Seu clímax é o refrão intenso. Um ótimo meio para se tratar do tema da liberdade (que permeia todo o disco). Introdução majestosa e um dos pontos altos desse trabalho.


Na seqüência temos Ocean of Blood e Highland Tears. Power Metal sem um pingo de originalidade. Mas quem está reclamando? São músicas eficientes, impossível não bangear. Nenhuma novidade, nenhuma decepção. The Terrible One e Forecourt to Hell seguem a mesma linha mas o resultado aqui é bem melhor.


Until the Last King Died (sobre a Revolução Francesa) é um dos melhores momentos de Lyberty or Death. Aqui, eles trabalham com a combinação de momentos arrastados com passagens mais rápidas. The March of the Innoccent, também mais variada, vem em seguida e é a música mais interessante do cd. Nelas também se encontram os melhores momentos de Manni Schmidt que não é um guitarrista top mas faz um bom trabalho.


Massada (nome do último bolsão de resistência da revolta judaica contra o Império Romano do primeiro século) ficou boa com a inserção de música oriental. A última faixa (que é bonus) é a semi-balada Ship of Hope, uma música tão bonita quanto seu nome, sendo assim um ótimo encerramento.


Lyberty or Death é um disco bem legal. Mas é um disco bem legal na medida em que Power Metal germânico é sempre assim. Ouvir esse disco pode dar um pouco a sensação de "mais do mesmo", mas no sentido positivo da coisa. É verdade que aqui e ali, o Grave Digger poderia estar mais inspirado, mas os ótimos momentos falarão mais alto. O que eu quero dizer é que este não é um disco lá especial, mas vale muito a pena ouvir e deve configurar nas listas de melhores do ano. "Satisfação garantida".

Nota: 8.0

Um comentário:

http://demonium.blogspot.com disse...

Queria agradecer os elogios feitos ao meu blogue e retribui los. Queria apenas emendar um pormenor...o meu blogue chama se DaemonivM e não abcdemonium. Saudações

Hugo Guerreiro